blog

COVID-19: limpeza de casa é uma forma preventiva

Dicas para te ajudar na limpeza da casa 

“Lave bem as mãos! Use álcool gel! Imperativas, as frases que já deveriam ter se tornado hábito de todos há muito tempo ganham relevância a cada dia com o avanço da pandemia de coronavírus pelo mundo. Afinal, apesar de simples, elas são as principais maneiras de se conter o avanço do contágio pelo vírus, que se espalha pelo contato. Esta característica, inclusive, faz da limpeza doméstica outra aliada na prevenção do avanço da doença, especialmente em tempos de home office e quarentena.

Assim como o cuidado com a higiene pessoal, as orientações para manter os ambientes limpos são velhos conhecidos – apesar de nem sempre estarem incorporados à rotina doméstica ou na frequência necessária -, mas requerem atenção especial no caso de o morador ser um caso suspeito ou ter testado positivo para a Covid-19. Confira como fazer da casa um local seguro e livre do coronavírus!

Limpar para prevenir

Um ambiente limpo contribui para a prevenção de diversas doenças. No caso dos vírus, especialmente do coronavírus, a atenção se deve ao fato de ele poder resistir por até nove dias sobre as superfícies, como esclarece Raquel Stucchi, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e infectologista da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). “Mas ele pode ser facilmente inativado a partir de uma limpeza e desinfecção”, ressalta.”

“Nas residências em que não há casos suspeitos ou pessoas infectadas pelo coronavírus, a limpeza “profunda” deve ser realizada uma vez por semana. A exceção fica por conta dos banheiros, que devem ser limpos diariamente, e do piso, que deve ser varrido com a mesma frequência.

A limpeza rotineira pode ser realizada com os produtos usuais, como recomenda o Ministério da Saúde, com destaque para a água sanitária, devido ao seu poder de desinfecção. Basta misturar uma parte do produto para cada nove partes de água e utilizar a solução para desinfetar as superfícies, como maçanetas, corrimões, teclados, entre outros, que podem ser limpos com panos umedecidos com a mistura. O álcool em gel 70% é outro item da lista dos desinfetantes.

O ideal é que sejam utilizadas luvas domésticas para a realização da limpeza e que elas sejam lavadas (e secadas) com o mesmo cuidado com o qual lavamos as mãos antes de um novo uso. O mesmo vale para panos e esponjas, que devem ser lavados (e secados) com água e sabão antes de reutilizados.

Uma casa com Covid-19

A limpeza das casas onde moram pessoas suspeitas ou testadas positivo para o coronavírus demanda mais atenção e cuidado, tudo com o objetivo de evitar o contágio dos moradores sadios. Neste caso, deverão ser realizadas duas limpezas: uma específica no cômodo onde o infectado ou suspeito está isolado e outra no restante do imóvel.

No primeiro caso, o ideal é que o próprio infectado limpe o cômodo onde está isolado, o que contribui para evitar o contágio. Antes de vestir as luvas, é preciso que ele lave bem as mãos.”

“A limpeza das superfícies que acumulam sujeira mais “grossa”, como o pó que vemos a olho nu, deve ser feita primeiro com água e sabão para, em seguida, receber a desinfecção com a solução de água sanitária, álcool 70% ou outro produto desinfetante que tenha ação comprovada contra os vírus. O banheiro, de uso exclusivo do infectado, preferencialmente, deve ser limpo após cada uso. “O recomendado é que se espere de uma a duas horas após o uso para realizar a limpeza”, orienta Raquel.

A infectologista lembra que as superfícies do cômodo onde o infectado está isolado devem ser limpas diariamente. Após a realização dela, as luvas devem ser lavadas com água e sabão e separadas para uso exclusivo naquele ambiente (para a limpeza dos demais, deverá ser utilizado outro par de luvas). Panos, esponjas e outros utensílios também devem ser lavados com água e sabão e, depois de secos, podem ser utilizados em outros cômodos, segundo Raquel. Vale lembrar que, após as lavagens de todos eles, é indispensável lavar bem as mãos.

“O que é lavar bem as mãos? Lavar com água e sabão, ou água e sabonete, por 20 segundos. Ensaboando, lavando os dois lados da mão, entre os dedos, o polegar e até o punho”, lembra a infectologista.”

“A limpeza dos demais cômodos da casa segue as orientações usuais quanto à retirada da sujeira e desinfecção. Para ela, também é preciso utilizar luvas (que devem ser diferentes das usadas para higiene dos ambientes onde pessoas com coronavírus estão em isolamento) e lavar as mãos antes e depois de vesti-las.

O uso das luvas também é recomendado na lavagem dos pratos, copos, talheres e demais utensílios de cozinha utilizados pelo infectado ou suspeito de COVID-19. “Depois de secos, eles podem ser guardados com os demais”, orienta a infectologista Raquel. ”

“Toalhas de banho e rosto não devem ser compartilhadas entre pessoas com COVID-19 e os demais moradores, assim como os lençóis. A lavagem deles, e das roupas usadas por testados positivos ou casos suspeitos da doença, deve ser realizada com detergente comum e separadamente da das peças utilizadas por moradores sadios, segundo recomendação do Ministério da Saúde. O órgão orienta ainda que, caso não seja possível lavar imediata as roupas dos infectados, elas devem ser armazenadas em sacos plástico até a lavagem.

“Estas roupas não devem ser chacoalhadas antes da lavagem, pois isso contribuiu para a dispersão do vírus. Vale lembrar que, enquanto estiver fazendo a limpeza doméstica, a pessoa não deve colocar a mão no olho, coçar o nariz, acertar o óculos”, ressalta a infectologista.”

Sabemos que não são tempos fáceis, mas nós da Lilian Agostinho Imóveis acreditamos que isso vai passar! Então segue as dicas e informações que estamos postando, higienize bem as mãos e a casa. E vamos juntos vencer mais esse desafio!!

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/haus/coronavirus-como-limpar-casa-infectados-jeito-certo/